PREFEITURA - Polícia prende suspeitos de esquema de corrupção em Taboão da Serra


Pelo menos 12 pessoas foram detidas; fraude já provocou a prisão de três vereadores
A Polícia Civil prendeu pelo menos 12 suspeitos de corrupção e desvio de dinheiro na Prefeitura de Taboão da Serra, Grande São Paulo, na manhã desta segunda-feira (6). A operação foi feita por agentes da Delegacia Seccional da cidade.
Em maio, três vereadores de Taboão foram presos por participação no esquema em que funcionários da prefeitura cobravam propina em troca do cancelamento de dívidas como IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISS (Imposto Sobre Serviços).

De acordo com informações iniciais, as investigações contra os vereadores começaram há três meses, depois da prisão de um funcionário municipal. Ele era o responsável por receber a propina e cancelar dívidas dos impostos.

A polícia diz acreditar que cerca de 200 pessoas se beneficiaram do esquema de corrupção. De acordo com as informações da polícia, o grupo exigia 30% do valor devido aos cofres públicos para retirar o nome do devedor do cadastro e sumir com as informações sobre a dívida.
Só neste ano, a polícia encontrou indícios de que o bando teria recebido propinas no valor de R$ 1 milhão. Os suspeitos podem ser denunciados por peculato e formação de quadrilha.

CPI
No dia 6 de maio, todos os dez vereadores presentes na Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovaram a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar um suposto esquema de corrupção na prefeitura.
A relatoria da comissão fivou a cargo do vereador Olívio Nobrega (PRB). Também participam da CPI Alexandre Depieri (PT), Valdevan Noventa (PDT) e Wagner Eckstein (PT).

Fonte: http://noticias.r7.com

Postagens mais visitadas deste blog

Quando um médico ou dentista se recusa a fornecer um recibo ou nota fiscal

Qual a função do Fiscal de Tributos?